Skip to content

Entrada / Iniciativas
Iniciativas
Festovar

Festovar

Organizado pela Contacto e contando com o apoio institucional do Município e da União de Freguesias de Ovar, do Instituto Português do Desporto da Juventude bem como de outras instituições e de diversas empresas do concelho, o Festovar – Festival de Teatro de Ovar, data de 1994 e tem acontecido de forma ininterrupta. Tem como principal objectivo promover o teatro no nosso concelho abrangendo propostas teatrais dos mais diversos e variados géneros.

Embora na sua essência seja um certame onde se apresentam, durante dois meses, produções teatrais para todos os públicos, o Festovar diferencia-se dos demais por se subordinar a um mote que é alvo de reflexão crítica por parte de um painel de convidados que preside à sessão oficial de abertura realizada na sexta-feira que antecede a apresentação do primeiro espectáculo de teatro.

A organização convida, todos os anos, um artista da região para produzir um troféu original e exclusivo, alusivo ao mote desse ano, que é oferecido aos grupos convidados.

Conheceu já diversos palcos em Ovar: Velho Teatro Ovarense, Cine Teatro de Ovar, Salão Paroquial de S. Cristóvão, Centro de Arte de Ovar, sendo que é na Casa da Contacto (Auditório Manuel Ramos Costa) que acontecem a maioria dos espectáculos.

Paralelamente ao certame é publicada uma revista intitulada “Água Corrente” onde se apresenta de forma detalhada o programa do evento nesse ano e também um pouco das actividades que a Contacto desenvolve nesse mesmo ano.

Ao longo dos seus vinte anos de existência, já passaram por Ovar mais de 80 companhias de teatro e mais de 1700 actores, dirigentes e técnicos pertencentes a essas estruturas de teatro.

O Festovar é, hoje, uma referência incontornável no panorama cultural do concelho de Ovar e de toda a região envolvente.

 

Festinfância

Festinfância

Surgiu em 2009 e teve por base a constatação de uma lacuna a nível da oferta teatral para a infância e juventude em Ovar, que os responsáveis da Contacto sentiram. Neste sentido foram desenvolvidos contactos com alguns parceiros institucionais, nomeadamente o Municipio de Ovar, a Junta de Freguesia e os responsáveis pelos Agrupamentos de Escolas do nosso Concelho que culminaram nesta iniciativa: Festa do Teatro para a Infância - Festinfância.

A Contacto procurou enquadrar o evento numa época que abrangesse o Dia Mundial da Criança dada a pertinência e os objectivos da iniciativa e assim se escolheu o mês de Junho para tal.

A Festinfância inclui espectáculos de carácter lúdico e didáctico direccionados, essencialmente, para as faixas etárias do ensino básico e, por isso, acontece também aos dias de semana, para além dos fins de semana, nos quais a oferta é alargada ao público infanto-juvenil em geral.

Apesar da sua tenra idade pode-se dizer, sem rodeios, que alcançou já um êxito assinalável que lhe irá garantir uma vida longa.

Dar Teatro

Dar Teatro

Este projecto tem como principal objectivo promover espectáculos de teatro fora dos meses em que acontecem os Festivais de Teatro e as grandes iniciativas teatrais da Contacto. Foi iniciado em 2002 e tem-se mantido desde então. Caracteriza-se por ser mensal, exceptuando os meses em que se realizam os projectos "Festinfância", "Café Contacto", "Palcos de Verão" e "Festovar", por privilegiar as reposições dos espectáculos da Contacto e por estar aberto à participação de outros grupos, preferencialmente, novos ou menos conhecidos do público, vindos de outras paragens. Tem, desde 2006, um troféu representativo, de autoria da ceramista Georgina Queirós. Em 2007 integrou cerca de 10 espectáculos em 2008, nove; em 2009, seis; em 2010, cinco; em 2011, seis; em 2012, cinco; em 2013, cinco. Desta forma a Contacto oferece regularmente, a todo o público, propostas teatrais preenchendo os meses do ano com oferta teatral, acrescentado valia e dinâmica à agenda cultural do Concelho de Ovar. Todos os espectáculos decorrem na Casa da Contacto – Rua Dr. José Falcão, 237 / 239; 3880-205 Ovar

Café Contacto

Café Contacto

Entrou para o mapa das actividades da Contacto em 2006 durante os meses de Junho e Julho, ao ar livre, para comemorar a conclusão das obras do pátio e do armazém. O espectáculo, composto por teatro, dança, música e poesia, foi interpretado pela maioria dos jovens da Oficina de Teatro e, mercê do sucesso que alcançou, foi representado na Praça das Galinhas, a convite da Junta de Freguesia de Ovar. Conheceu edições em 2008, 2009, 2011 e 2014.

Com o objectivo de diversificar as propostas lúdicas para um público cada vez mais heterogéneo, a Contacto presta uma atenção especial a este projecto, aprofundando-o e qualificando-o, de forma a torná-lo num apetecível cartaz cultural para o mês de Julho.

Palcos de Verão

Palcos de Verão

Palcos de Verão é um novo projecto criado pela actual equipa directiva que pretende inovar e diversificar a dinâmica artística e teatral da Contacto. É uma iniciativa bienal que irá intercalar, no período já estabelecido, Julho, com o "Café Contacto".

Caracteriza-se por privilegiar textos originais, concebidos em monólogos, diálogos, ou peças com um máximo de quatro actores, de diferentes géneros e temáticas actuais ou intemporais. Para além do teatro convencional cabem também nesta nova iniciativa outro tipo de representações como a pantomina, os jograis e o teatro de marionetas.

Oficina de Teatro

Oficina de Teatro

 O Teatro privilegia a Educação do Futuro

O teatro, nos seus mais diversos aspectos, é uma arte que favorece a formação das crianças e dos jovens, bem assim como o melhoramento de algumas das capacidades dos adultos, tanto ao nível da mente e do corpo como ao nível da afectividade e da relação com o meio social. De facto, a prática do teatro possibilita a todos a assimilação progressiva do real, testando-o, ao mesmo tempo que desenvolvem e afirmam a sua personalidade, numa perspectiva de alegria sã e convívio em grupo. assim sendo, no campo infantil e mesmo juvenil, o teatro surge como um instrumento fundamental para a educação do futuro.

Objectivos principais da Oficina de Teatro

São dois os grandes objectivos desta Oficina de Teatro: Ocupar os tempos livres dos formandos de forma útil, lúdica e criativa e promover e dinamizar a aquisição de instrumentos básicos de conhecimentos de várias modalidades ligadas ao teatro. Ao atingir estes objectivos os formandos tomam contacto e descobrem o Teatro, numa vertente pedagógica ficando também habilitados a organizarem por si próprios acções no espaço em que se movimentam. Toda esta dinâmica conduzirá, em última análise, ao desenvolvimento das capacidades intelectuais, e também físicas, dos formandos.

Conteúdos e Práticas

As actividades expressivas contempladas nesta Oficina são as consideradas mais pertinentes para cada um dos públicos alvo e configuram as seguintes disciplinas:

1. Expressão Dramática 2. Interpretação

O desenvolvimento destas disciplinas, por sua vez, obedecerá a um conjunto de métodos, de conteúdos e de práticas, que compõem o programa oficinal, elaborado por uma equipa coordenadora, com base em manuais específicos.

Estruturação e Funcionamento

A Oficina foi estruturada em 4 classes: Classe A, dos 7 aos 10 anos; Classe B, dos 11 aos 14 anos; Classe C, dos 15 aos 18 anos; Classe D, dos 19 aos 99 anos.

Em princípio, as aulas decorrerão aos Sábados de manhã para a classe A e B, às sextas ao fim da tarde para a classe B1 e às Quartas-Feiras à noite (horário de fim de tarde e pós laboral) para as outras duas classes, sendo, em todos os casos, semanais.

A Oficina funcionará de 08 de Outubro de 2014 a 07 de Junho de 2015. O número mínimo de formandos será de 8 por classe e o máximo será de 14. Caso alguma das classes não possua o número mínimo de inscritos a comissão de coordenação decidirá como proceder em função do contexto que se verificar.

Procedimentos

A Oficina de Teatro é aberta a todos bastando, para o efeito, solicitar e preencher a respectiva Ficha de Inscrição na Casa da Contacto nos dias de espectáculo ou às Terças-Feiras à noite a partir das 21H30 e/ou através do seguinte endereço electrónico: contacto.corrente@gmail.com

Abril em Flor

Abril em Flor

Este projecto da Contacto, que acontece anualmente na noite de 24 de Abril, surgiu em 2007 e tem como objectivo principal a construção de um espectáculo multidisciplinar – Teatro, Música, Poesia e Dança sob o lema da Revolução dos Cravos.

Comemorar a Revolução dos Cravos é um acto de grande respeito e de cidadania para com todos os seus autores, que de forma pacífica e arrojada deram resposta aos anseios da sociedade portuguesa, ávida, então, por soluções mais justas e condizentes com as novas políticas que norteavam o mundo.

Comemorar a Revolução dos Cravos é celebrar a vitória da Liberdade sobre a Opressão, da Democracia sobre a Ditadura, da Paz sobre a Guerra, do Futuro sobre o Passado. É, acima de tudo, celebrar a nossa vocação de povo livre, independente e, progressivamente, democrático e culto.

Foi neste contexto que a Contacto decidiu reunir algumas vontades para assinalar a data, partindo do princípio que, com tal acção, está a passar um testemunho cultural muito importante às novas gerações. De facto, quanto mais viva se mantiver a memória dessa revolução, mais conscientemente poderão os jovens arbitrar sobre o futuro do país que, um dia, terão de governar.

Nesta iniciativa, além da Contacto, têm participado outras associações e alguns artistas convidados, que com as suas diferentes artes vão lembrando muitas das coisas que marcaram para sempre aquele acontecimento histórico.

Calendário Actividades

<< Outubro 2017 >> 
 Se  Te  Qu  Qu  Se  Sá  Do 
        1
  2  3  4  5  6  7  8
  910111215
1617181920
232425262729
3031     

Topo
Please update your Flash Player to view content.